06 junho 2014

Resenha: Crônicas da Surdez

"Na antropologia, tentamos tornar o estranho familiar e o familiar, estranho. É a isso que este livro se propõe." 

"Não vemos as coisas como elas são, vemos como nós somos." Anaïs Nin


Em primeiro lugar quero agradecer a Luciana que me indicou este livro. Luciana é amiga de meus pais desde que eu era bem pequena, hoje é colega de trabalho da Paula Pfeifer e sabendo que eu tenho um blog me falou deste livro que acabei comprando e adorando. 

O livro é curtinho e por ser bem prosaico a leitura flui naturalmente, quando tu se dá por conta já terminou.

Como o nome indica, o livro trata sobre a surdez, deficiência auditiva ou como quiser chamar. Com ele aprendi que a surdez é heterogênea. Ou seja, a visão que temos de que todos os surdos são mudos e que deficientes não podem galgar bons cargos em empresas é totalmente equivocada. O que nos falta é conhecimento sobre o assunto e adaptações.

"Não é o que nos acontece que importa , mas sim a maneira como reagimos a isso." Epiteto




A autora é uma surda oralizada, ou seja, que fala muito bem nossa língua, e não só a nossa como outras. Ela também nunca aprendeu libras, embora tenha iniciado um curso. É interessante ver como há um preconceito das pessoas surdas mudas que fazem uso de libras para com os surdos oralizados e/ou surdos que fazem uso de aparelhos auditivos. 

O livro é ótimo para vermos várias limitações que nosso país e nosso modo de pensar impõem a essas pessoas, que possuem necessidades diferentes da nossa, mas de forma alguma são menos capazes. Acho que todo professor deveria ler este livro para se sensibilizar e perceber algumas coisas que poderiam fazer para melhorar sua conduta, os gerentes de bancos, lojas em geral deveriam ler para entender que algumas adaptações se fazem necessárias e nem são adaptações difíceis de se realizar. Pessoas surdas, com alguma perda auditiva, que negam essa perda também deveriam ler para encontrar ânimo, dicas e abrir a mente para o assunto. E todas as outras pessoas para simplesmente conhecer. Afinal, conhecimento é tudo.



A autora Paula Pfeifer tem um blog com o mesmo nome do livro Crônicas da Surdez

3 comentários:

  1. Bela resenha Mônica! Vou ler com certeza, como você disse, nunca é demais coletar e colecionar novas informações, ter um conhecimento mais abrangente de tudo que cerca nosso cotidiano. Bjs

    ResponderExcluir
  2. Oii, eu adorei esse livro! E parabéns por você ter lido, eu achei d+. Sou super mega a favor de ler sobre as deficiências e até mesmo dificuldades das pessoas em relação a essas questões.
    Nosso dever é sempre incluir qualquer dessas deficiências, e sei na pele que a ignorância machuca muito. Parabéns pela iniciativa!! Adorei a resenha!

    Tem sorteio lá no blog, passa lá e confere!
    http://traduzindo-sonhos.blogspot.com.br/2014/06/sorteio-de-um-kindle-e-books-de-nao.html
    Beijos ♥♥♥♥

    ResponderExcluir
  3. Oii, eu adorei esse livro! E parabéns por você ter lido, eu achei d+. Sou super mega a favor de ler sobre as deficiências e até mesmo dificuldades das pessoas em relação a essas questões.
    Nosso dever é sempre incluir qualquer dessas deficiências, e sei na pele que a ignorância machuca muito. Parabéns pela iniciativa!! Adorei a resenha!

    Tem sorteio lá no blog, passa lá e confere!
    http://traduzindo-sonhos.blogspot.com.br/2014/06/sorteio-de-um-kindle-e-books-de-nao.html
    Beijos ♥♥♥♥

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita, agora que já leu o post não deixe de dizer o que achou, críticas positivas e negativas ... sugestões ...! "Um blog se alimenta dos seus comentários". ;*

Acompanhe-me no face:

Quem Escreve?

Mônica. Gaúcha, 22 anos, apaixonada por livros, línguas estrangeiras, corujas e pessoas criativas. Futura professora de Espanhol, ama compartilhar suas experiências e devaneios no blog.

Comments

Contact Us

Nome

E-mail *

Mensagem *