28 junho 2014

Sinal de Vida :P

Estava lendo um post no Blog da Companhia, e este microconto me chamou a atenção, resolvi compartilhá-lo (:


O rei secreto

Na cidade existe um rei secreto. Ninguém — exceto os guardiões — sabe quem é.
Nem ele mesmo sabe.
Pode ser um garí, um advogado criminalista, o chefe da estação ferroviária. Suas decisões mínimas são consideradas decisões de estado. Suas palavras casuais se convertem em sentenças. Sem sabê-lo, ordena castigos e execuções.
Imaginemos: acende um fósforo e ordena um incêndio. Acaricia um gato e é libertado um prisioneiro. Atira uma pedra e derrubam uma torre. Porém são exemplos que imaginamos sem certeza alguma. Quiçá não haja nenhuma relação entre seus atos casuais e suas consequências: acende um fósforo e derrubam uma torre.
A cada sete anos a conspiração triunfa e o rei é assassinado. Então se escolhe ao acaso outro rei qualquer: um médico, um equilibrista, um nome incomum na lista telefônica, alguém que passa, quem escreve isto, quem lê esta página.


Autor: Pablo De Santis

3 comentários:

  1. Amei, o texto é curto, mas com interpretação bem polêmica. Bjs

    ResponderExcluir
  2. texto curto mas legal :)
    apareça mais, estou com saudades.

    Seguindo o Coelho Branco

    ResponderExcluir
  3. Amei o texto ! Parabéns pelo blog ! Seguindo

    http://www.bcriativo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita, agora que já leu o post não deixe de dizer o que achou, críticas positivas e negativas ... sugestões ...! "Um blog se alimenta dos seus comentários". ;*

Acompanhe-me no face:

Quem Escreve?

Mônica. Gaúcha, 22 anos, apaixonada por livros, línguas estrangeiras, corujas e pessoas criativas. Futura professora de Espanhol, ama compartilhar suas experiências e devaneios no blog.

Comments

Contact Us

Nome

E-mail *

Mensagem *